quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Existência



Manhã de sábado
Entardecer de eternidades
Até  anoitecer estrelado 
meu amor sentou e esperou – 
mas não domino as esferas sociais 
meu poder está em palavras 
e não deposito em caixas eletrônicos ou pagam sujeiras


aos moradores de ruas - um triunfo 
aos caroneiros - paisagens
aos viajantes – lugares distantes da família


moro na cidade que sufoca o rock
perpetua o consumo 
e isso é uma merda


vou pelas ruas qual existência
amante dos anos 60
mesmo por dias violentos – fatos cotidianos hoje
pessoas – faces enferrujadas ...
polícias matando...


vou pelas ruas qual existência
coração por nuvens de algodão
e idéias sublimes – 
vou como homem
tal qual páginas passos vozes dificuldades ciências sabedorias teorias perfumes transparências e uma sintonia
           infinita com o sensível das coisas


se não entendem – sol existe de testemunha
e ainda assim vou – pela estrada...


qual existências suaves...

126 comentários:

  1. Fala grande poeta Carlos!
    Essa poesia é digna da geração beatnik, muito legal.
    Grande abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
  2. É, coração por nuvens de algodão!
    Essa é a suavidade da sua poesia
    No mais tb muito parecida com a do amigo Evandro
    Que fala da realidade nua e crua- cotidiano.
    E o sol lá vendo do alto,como o olho
    grande de Deus que tudo vê!? Se vê imagina quando queimar!
    Lindo poema.

    ResponderExcluir
  3. Meu blog mudou de endereço, o novo é:
    http://vemcaluisa.blogspot.com/
    :)

    ResponderExcluir
  4. oi gostei do seu blog..
    da uma olhadinha no meu e segue se quiser.
    brigada
    bj

    ResponderExcluir
  5. Gostei.
    Como disse Evandro, digno da beat generation!

    ResponderExcluir
  6. "meu poder está em palavras..."[2]

    Lindo o texto. Obrigada por sua presença no meu blog.

    E parabéns pelo blog.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. ¡EXCELENTE!
    Un abrazo desde Colombia

    ResponderExcluir
  8. Olá, Obrigado pela sua visita amigo, seu blog. tab. é muito bom, estou lhe seguindo tb.


    Aquele abraço!

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde, estou divulgando o meu novo endereço para que vc possa segui-lo:
    http://embuscadasensibilidade.blogspot.com/
    O blog Fabiane Aline será fechado devido alguns problemas técnicos.
    Aguardo você lá.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. ...traigo
    sangre
    de
    la
    tarde
    herida
    en
    la
    mano
    y
    una
    vela
    de
    mi
    corazón
    para
    invitarte
    y
    darte
    este
    alma
    que
    viene
    para
    compartir
    contigo
    tu
    bello
    blog
    con
    un
    ramillete
    de
    oro
    y
    claveles
    dentro...


    desde mis
    HORAS ROTAS
    Y AULA DE PAZ


    TE SIGO TU BLOG




    CON saludos de la luna al
    reflejarse en el mar de la
    poesía...


    AFECTUOSAMENTE


    CARLOZ

    ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE CUMBRES BORRASCOSAS, ENEMIGO A LAS PUERTAS, CACHORRO, FANTASMA DE LA OPERA, BLADE RUUNER Y CHOCOLATE.

    José
    Ramón...

    ResponderExcluir
  11. Oi Evandro!
    Obrigado pela visita em xanadu/poesias.
    Feliz Ano Novo pra vc tb!

    Tácito

    PS - Parabéns pelo blog e pelos belos versos!

    ResponderExcluir
  12. Adorei o teu blog!!!!
    E teu jeito de escrever!!!!
    E essa foto que postou é perfeita!!!
    Passarei sempre por aqui!!!
    Bj!

    ResponderExcluir
  13. Que belo poema, da até pra sentir na alma de tão doce. Parabéns. :D

    ResponderExcluir
  14. Bacana seu blog !

    e esse teu texto é uma maravilha !

    abraços !

    ResponderExcluir
  15. LINDO e tocante. Tuas palavras tocam o fundo da alma. PARABÉNS.

    ResponderExcluir
  16. oiie!
    bela postagem, obrigada pela visita e elogio :)
    beijo grande!!

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Obrigada pela visita em meu blog!
    Volte sempre, pois eu voltarei!
    Um grande dia pra ti!
    Beijos meus

    ResponderExcluir
  18. O sono chega
    quando a noite tenta
    pendurar-se em minhas pálpebras
    amarrando estrelas
    - uma a uma -
    em cada cílio.

    Rita Apoena

    Beijos e Flores no seu dia...M@ria

    ResponderExcluir
  19. Um vagão de palavras que descarrilaram amor...
    Beijinho terno

    ResponderExcluir
  20. Obrigada pela visita!
    Vom te conhecer...adorei!!!
    Volto!
    Mil beijos !

    ResponderExcluir
  21. simplesmente belo teu espaço rapaz!.
    visitei.. Noutra hora passo com mais calma para deliciar-me com teus escritos.
    Abraços carinhosos!

    ResponderExcluir
  22. Belíssimo poema. Parabéns, tenha um domingo maravilhoso!

    ResponderExcluir
  23. Me lembrou um pouco o Bukowski.
    Gostei do texto!

    ResponderExcluir
  24. Vim ler sua poesia e retribuir sua visita aos meus blogs. Gostei do estilo bolerão , do exagero da sua poesia. Um beijo!

    ResponderExcluir
  25. A sintonia entre a natureza, o nosso íntimo e o cotidiano se dá pela poesia.

    ResponderExcluir
  26. Olá. Adorei aqui. Já estou seguindo.

    Te convido para interagir no Blog da Michele
    http://michele-dos-santos.blogspot.com/

    Amantes do Direito
    http://blog-amantesdodireito.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  27. Amigo avatar,
    Uma homenagem para você no Blog pelo Dia do Amigo (18 de abril no Brasil, 20 de julho no mundo):
    http://michele-dos-santos.blogspot.com/2011/07/amigos.html

    ResponderExcluir
  28. Maravilha...cada palavra cinzelada.

    ResponderExcluir
  29. Olá Evandro, é um prazer conhecer teu blog.
    Também vou...
    Pelas nuvens de algodão devaneando sonhos, compondo versos e contando estrelas, pelos caminhos quem sabe, colhendo flores...
    Bem vindo! Te linkei e o estou seguindo...
    Meu beijo com carinho,
    Jady

    ResponderExcluir
  30. Em tempo:


    O Blog da Michele mudou de nome e caminho. Com pseudônimo agora:

    Michele Santti
    http://michelesantti.blogspot.com/

    Igualmente o Twitter
    @MicheleSantti

    e FaceBook
    facebook.com/michele.santti

    ResponderExcluir
  31. Olá, passei pra conhecer seu blog, e adorei ler um pouco dos seus poemas.Lindos versos. Gostei muito e vou seguir-te. Convido a conhecer meu blog e se gostares me siga também. Um abraço!
    Smareis

    ResponderExcluir
  32. Oiii bom diaaa...Muito lindo ...Não importa do que é o mundo O importante, são os seus sonhos... Não importa o que você é O importante é o que você quer ser... Não importa onde você está O importante é para onde você quer ir... Não importa o porquê O importante é o querer ... Não importa suas mágoas O importante mesmo, são suas alegrias... Não veja; apenas olhe...Não escute; apenas ouça... Não toque; sinta...
    O mundo é um espelho; não seja apenas um reflexo Só acreditando no futuro você conseguirá a paz para alcançar seu sonhos...Um bj no teu lindo coração seja feliz muito feliz !

    ResponderExcluir
  33. Quando os poemas tocam a alma é porque a poesia veio do corãção.
    Um abraço
    Denise

    ResponderExcluir
  34. Olá, amigo! Que lido seu blog. Também escrevo umas coisinhas, de vez em quando. Queria convidar vc a se tornar meu leitor em potencial. Pode ser?

    ResponderExcluir
  35. Só a suavidade da poesia dá palavra o tom mágico.

    ResponderExcluir
  36. Grato pela visita, belo poema... voltarei.

    ResponderExcluir
  37. Poeta essencial...poesia essencial !!! Bjs !

    ResponderExcluir
  38. Tua presença é constante
    a saudade permanente;
    vejo-te nas estrelas
    sinto a tua luz...

    Marisa de Medeiros

    Amor & Paz prá voce! M@ria

    ResponderExcluir
  39. Quantas vezes estamos tristes, desmotivados, meio perdidos ou até estamos passando por algum período de muito sofrimento. Coisas assim acontecem com todos, mas tenho algo a dizer para você. Não desista.Peça ajuda a Deus para que lhe guie e de sabedoria, porque Ele pode te ajudar quando você estiver triste e desmotivado. Peça a Ele para te dar mais força para você agüentar esse período difícil e para que não desista. Vamos, sei que você consegue. Fale com Ele.Estou em mudança em busca de meus sonhos vou ficar um tempo afastada mas volto logo. Deus abençõe vc bj no coração!

    ResponderExcluir
  40. A TODOS QUE ME VISITARAM, AGRADEÇO MUITO OS ELOGIOS E COM CERTEZA VISITAREI AOS BLOGS DE POETAS TÃO ESPECIAIS.
    ABRAÇOS

    ResponderExcluir
  41. Vai, pois, como um homem que consegue transmitir sensibilidade nas palavras.

    ResponderExcluir
  42. há eternidades no fluxo de fim de tarde do teu poema, evandro.

    um abraço!

    ResponderExcluir
  43. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  44. Oi Evandro, meu mais novo amigo...,

    Esse seu poema me faz pensar que haja o que houver, o mundo continua a girar, a existir ao nosso redor; um fato (magnífico) que nos serve de exímio exemplo para continuarmos a nossa luta pela sobrevivência, onde viver nem sempre significa ser naturalmente fácil, afinal, somos eternamente imperfeitos e, consequentemente, insatisfeitos. A natureza, esta sim, é perfeita e o melhor de nossos exemplos. Quem a destrói, somos nos. Mesmo assim, ela continua a nos alimentar (seria ideal se todos a amassem).

    Beijos,

    ResponderExcluir
  45. Um poema vibrante e forte, como todo o sentimento que o inspira.

    Belo, Evandro!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  46. Existência com entardeceres e palavras que renascem.

    Ótimo blog.

    Beijos

    ResponderExcluir
  47. Viver, existir, escrever, e fazer da vida um doce poema...
    Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  48. Nosso coração tem desejos,

    Que tantas vezes a realidade nos rouba, mas é preciso sonhar com olhos abertos, para que seja possível tocar o desejo...

    Continue a sonhar assim, sonhos assim despertam sonhos em nós...

    Sigo o blog com prazer!

    Abraços

    ResponderExcluir
  49. Sobre o nada eu tenho profundidades.
    Não cultivo conexões com o real.
    Para mim, poderoso não é aquele que descobre ouro,
    Poderoso para mim é aquele que descobre as insignificâncias:
    (do mundo e nossas).
    Por essa pequena sentença me elogiaram de imbecil.
    Fiquei muito emocionado e chorei.
    Sou fraco para elogios.

    [Manoel de Barros]
    Com carino
    Síl

    ResponderExcluir
  50. Olá! Vim conhecer e gostei de seu texto..."perpetua o consumo
    e isso é uma merda" minha parte preferida....parabéns pelo olhar crítico e poesia nos escritos.

    ResponderExcluir
  51. Só posso dizer uma coisa. Adorei. Voltarei sempre.

    ResponderExcluir
  52. Olá, eu sou quem escreve no blog AMORRAGIA. Andei sumirdo do mundo virtual, mas estou reorganizando minha vida on-line ;-).

    Facebook http://www.facebook.com/profile.php?id=100001443710707
    E-mail: pedrogabrielcontato@gmail.com

    Obrigado,
    Pedro Gabriel

    ResponderExcluir
  53. mágico esse post! MÁGICO!
    Gostei muito!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  54. oi amei seu cantinho..
    amei o texto tmb..to te convidando a visitar o meu
    se gostar e quizer seguir..saberei retriburi..bjss
    http://wanessasonhoseconquistas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  55. Teu blog é muito bacana. Abraços.

    ResponderExcluir
  56. Vai que eu te acompanho porque gostei de constatar sua existência. Aproveito o embalo e agradeço sua visita generosa.

    Evoé!

    Observaçãozinha: não consigo seguir ninguém nem por reza "braba", mas vou relacionar nossos blogs.

    ResponderExcluir
  57. Passeando pelas estradas virtuais, aqui te encontrei. Apaixonei e me fixei.
    Por aqui sempre estarei.
    Parabéns pelo espaço.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  58. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog Recomeçar. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





    Narroterapia:

    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  59. Bel post, amico.
    L'immagine è stupenda.
    Abbraccio

    ResponderExcluir
  60. Evandro,

    Desejo-lhe BOAS FESTAS...!

    FELIZ NATAL E ANO NOVO...!
    Saúde, Paz, Sucesso e Amor...!

    Beijos,
    Ana Lúcia.

    ResponderExcluir
  61. Muito intenso, muito realidade urbana...gostei!!

    []s

    ResponderExcluir
  62. Vai aos trancos e barrancos, mas o importante é que a sua poesia ficou belíssima.Gostei.

    Bom Ano!

    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  63. Oi Evandro, profunda " Existência"... Obrigada pelo carinho lá no Sempre poesia. Feliz 2012.

    ResponderExcluir
  64. gosto imenso de poemas como este. poesia é tb um instrumento de denuncia.
    beijo

    ResponderExcluir
  65. Grata pela visita. Estou passando não só para agradecer, mas principalmente, para me deliciar na leitura dos teus escritos.

    ResponderExcluir
  66. Que belo texto! Andei ao lado de sua escrita e sorri com tamanha sensibilidade. Obrigada pela visita ao meu canteiro. (:

    Beijos

    ResponderExcluir
  67. Coragem e autenticidade nesse poema. Gostei. Beijo!

    ResponderExcluir
  68. Muito interessante e sensível o poema! Gostei muito
    Beijo e sucesso!

    ResponderExcluir
  69. Teuvo Kuvat- Teuvo Images Finland visited this blog. Come and visit my blog . You should also tell your friends to my blog Teuvo Vehkalahti Finland

    ResponderExcluir
  70. E me achego assim
    tal qual a existência
    suave
    e me posto aqui
    pasmada
    boquiaberta.
    Tua sensibilidade
    me invade
    me inspira
    me agrada.
    E me vou assim
    tal qual a existência
    suave
    feliz
    comigo tu vais

    ResponderExcluir
  71. A filosofia dos anos 60 é a que fica, porque influenciou a juventude dos anos 70, apegada a esse modo de pensar e sentir a vida. Seguindo junto, Yayá.

    ResponderExcluir
  72. Grazie per la visita.

    Bel post tra immagine e versi.

    ResponderExcluir
  73. Olá, vim agradecer sua visita e por seguir meu blog!
    Eu adorei suas poesias, parabéns!
    Bjinhos no ♥

    ResponderExcluir
  74. Boa tarde Evandro, obrigada pela sua visita, seja sempre bem-vindo adorei seu blog...

    ResponderExcluir
  75. Passando para informar que estarei excluindo os blog Blogueiros que pensam e Cidadão informado, consegui recuperar meu blog que havia sido roubado então vou concentrar tudo somente em um lugar, caso não seguia fica o convite para conhecer, se tiver por ventura feito a gentileza de divulgar entre os blogs que indicava e seguia peço que troque o link antigo pelo atual e se desejar fazer parceria é só avisar, tenha um bom final de semana.

    Café entre Amigos.
    http://www.cafeentreamigos.com/

    ResponderExcluir
  76. Estupenda Metropole, de diversificadas influencias e laias; ambiente de estupendas mentes criativas, assim como a de Mezadri.

    Obrigado pela visíta, sobre tudo, pela tua existência!
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  77. Existe... e já é tanto, ainda mais suave, quando tudo conspira ao contrário.Um poema, várias leituras.Que bom que voltei!

    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  78. Lindo poema. Poucas palavras escondendo um significado tão imenso!

    Se puder passar em meu blog,
    http://meumundoloove.blogspot.com.br
    boa semana

    ResponderExcluir
  79. Vim agradecer a sua visita e fiquei encantada com esse cantinho maravilhoso. De agora em diante já estou seguindo seu blog. Boa tarde

    ResponderExcluir
  80. Procurar uma motivação para toda e qualquer existência, eis o propósito.

    Abraços renovados!

    ResponderExcluir
  81. Gracias, Evandro, por sus cordiales palabras y un gran abrazo desde Madrid.

    ResponderExcluir
  82. Licantropia

    Eis que surge alva, imponente,
    Sem máscaras,
    Sem mentiras,
    Uma aliança crescente.

    Ela é a serpente repudiante
    Que minguante rasteja pelo firmamento
    A aprisionar lunáticos
    E libertá-los sob o seu encanto.

    Seu brilho turvo extingue
    O que resta de lucidez nesses pobres miseráveis
    Abafando os gritos no abismo de sua maldição:
    Licantropia!

    As horríveis criaturas
    Que farejam o sangue e a carne
    Saem à noite em busca de suas vítimas:
    Bodes expiatórios de suas carnificinas.

    E ela continua a brilhar... Agora cheia!
    Alva, misteriosa e imponente,
    Crescente e traiçoeira como uma serpente:
    Licantropia!

    *poema do livro (O ANJO E A TEMPESTADE) de Agamenon Troyan

    ResponderExcluir
  83. Carlos.." Existencia "

    Observando como desde lo alto...caminando por las nubes,
    la existencia de un remolino de cosas quizàs indiferentes
    para uno y esenciales para los demàs.

    ¡¡¡ Interesante !!!

    Recibe mis saludos desde Argentina

    un beso

    ResponderExcluir
  84. Sempre profunda a maneira de escrever. O sabor das palavras é intenso!

    ResponderExcluir
  85. Um poema urbano, miscelânea de sentidos, sentimentos e tato, coisas e motivos. O essencial travestido de cotidiano. Uma leitura saborosa como uma nesga de sol por os arranha-céus cinzentos e tristes.
    Beijo.
    Sigo contigo.

    ResponderExcluir
  86. Olá, Evandro!
    Boa noite, irmão!

    Sem palavras para enaltecer o grande poema que acabo de ler, foi realmente um enlevo para minh'alma.
    Resta-me parabenizá-lo pela inspiração e sensibilidade, grande poeta irmão.

    Bem hajas!

    Abraços fraternos!!!

    ResponderExcluir
  87. Muito lindo,estou te seguindo.
    http://www.avidaemletras.com/

    ResponderExcluir
  88. ola Carlos agradeço a tua visita
    adoro a forma como escreves sem receio nas palavras e de uma forma tão fascinante e intensa parabéns pelo lindo blog e todo o recheio magnifico boa semana beijos

    ResponderExcluir
  89. Apesar das cidades sufocantes
    dos policias que matam
    e não haver tempo para amar
    e a geração presente se perder
    sem saber...

    Eu o entendo,
    não preciso do testemunho do sol...não é necessário...
    e o acompanho, se o quiser,
    na sua caminhada.

    Grata por o encontrar.

    Maria Luísa (os7degraus)

    ResponderExcluir
  90. Cara, simplesmente: sensacional!! Isso que é texto urbano...sufoca só de ler...parabéns!!

    []s

    ResponderExcluir
  91. Excelente post, un placer leerte!
    Con tu permiso me quedo para seguirte, te dejo un fuerte abrazo desde Uruguay!

    ResponderExcluir
  92. Um cotidiano triste através de palavras bonitas

    ResponderExcluir
  93. Meu querido amigo Carlos,
    Parabéns! Sua alma de poeta cativou meu coração que vgueia pelos versos insanos...
    Gostaria de convidá-lo a visitar meu blog de poesias:

    http://ternuraantiga.blogspot.com.br

    terei muito prazer em receber vc!
    Ou tente assim: coloque na busca do Google:
    blog ternura antiga de Martha Marquez e depois me conte, ok?

    ResponderExcluir
  94. Este espaço é uma autêntica maravilha!
    Sempre original!
    Um abraço, amigo.

    ResponderExcluir
  95. ola maravilhoso texto palavras que brincam ao entardecer dum amor
    ruas que se enfeitam com a cor prateada da lua
    bom fim de semana um grande abraço grata pela tua visita beijos

    ResponderExcluir
  96. Desde caminhar obrigatorio vida afora para nos manter sobre o afasto em sua crua concretude, ainda assim a poesia revela possibiliades deste seguir adiante.
    Grande abraço, poeta

    ResponderExcluir
  97. minha alma beat estremeceu com seu poema...

    ResponderExcluir
  98. Eu quase não entendi, mas valeu seu poema pedrada. Meu abraço.

    ResponderExcluir
  99. Meu amigo, policiais matando, bandidos matando inocentes, e o pior, políticos matando o sonho de toda uma sociedade.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  100. Que bom, Evandro, que sua alma não envelheceu, não se corrompeu, e ainda está "em sintonia infinita com o sensível das coisas"...Beijos!

    ResponderExcluir
  101. Hola, he descubierto tu blog, lleno de poemas, escritos y pensamientos muy hermosos y existenciales. Me ha gustado mucho y continuare' visitandolo.
    Un abrazo desde muy lejos,
    Jorge

    ResponderExcluir
  102. Oi Evandro, obrigado pela visita.
    Seja bem-vindo, um abraço.

    ResponderExcluir
  103. Palavras intensas saídas da alma.
    Parabéns!

    beijinho, boa semana!

    ResponderExcluir
  104. É isso amigo. A cidade nos sufoca com suas amarras cotidianas, nos envenena com seu monóxido de carbono, nos entedia com seu cinza, nos adoece com suas urbanozes.

    http://apoesiaestamorrendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  105. Meu querido amigo.
    Quero que saiba sinto muito sua ausência
    você conquistou um espaço no meu coração
    sendo assim com sua ausência ele fica vazio.
    Um abraço da sua amiga,Evanir

    ResponderExcluir
  106. Vivemos em uma cidade pintada de cinza, onde o rock e a poesia vivem escondidas pela poeira. Gostei da poesia

    ResponderExcluir
  107. Muito bom... Parabéns pelo dom.

    Abraços

    ResponderExcluir
  108. Conhecendo o blog...
    Gostei muito do que li, bem original e expressivo.
    Tenha um ótimo dia!

    ResponderExcluir
  109. Anna de poemias me paso tu blog le doy gracias desde aqui

    Me gusta mucho el tuyo.

    http://anna-historias.blogspot.com.es

    ResponderExcluir

Comente aqui